A necessidade de registros familiares para a educação familiar – 6º episódio

Perguntas e respostas de educação domiciliar – 6° episódio

Tema de hoje: A necessidade de registros familiares para a educação domiciliar.

Pergunta da Vanessa Estevam: “É recomendada as famílias que educam, exclusivamente em casa, guardar registros do que é ensinado?”

Sim, Vanessa! Esta é a orientação prática mais importante que eu posso dar às famílias educadoras: mantenham sempre registros atualizados das atividades desenvolvidas com os filhos. Esse registro pode ter qualquer formato, o importante é que as informações sejam fidedignas. Podem ser anotações pessoais ou até um blog fechado ao público externo.

Essa atitude, além de prover maior organização, é uma forma de proteção da família contra eventuais questionamentos de autoridades públicas. Não basta a família alegar que está educando em casa. É preciso provar. Caso contrário o conselheiro tutelar, promotor ou juiz pode muito bem considerar que as crianças estão em situação de abandono intelectual, o que causaria diversos problemas à família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *